Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrar

Genética é a chave da pecuária rentável do futuro

Angus 27 de abril de 2017

palestrasite

A competitividade da pecuária do futuro passará por produzir com menos água, em áreas menores e o mínimo impacto ambiental. O uso correto de genética de ponta será essencial para atingir esses objetivos. A posição foi defendida em palestra promovida pelo jurado argentino Carlos Ojea, em evento promovido pela Angus Jovem, Núcleo Três Fronteiras e Associação Brasileira de Angus, na noite desta quinta-fera (27/4), na Expoutono, em Uruguaiana. “O futuro da América como provedor de carne mundial é inevitável, por seu clima, rebanho, qualidade de gado e tradição na pecuária”, destacou. Ele referendou que o potencial da América do Sul é maior do que o da América do Norte uma vez que lá já se trabalha com altos índices de prenhez e desempenho. Para alcançar esse desenvolvimento aqui, alerta ele, ainda há muito a avançar, principalmente, na relação entre o número de vacas do rebanho e a obtenção de terneiros por estação. “Sem dúvida, nossa região tem um grande potencial nas zonas mais marginalizadas e menos tecnificadas, onde essa taxa ainda é muito baixa. Há muito o que trabalhar”, ressaltou a uma plateia atenta formada por mais de 70 pessoas entre técnicos, criadores, estudantes e produtores.

 

Segundo Ojea, as conquistas dependem de avanços genéticos, motivo pelo qual as cabanhas trabalham há décadas em busca de exemplares mais carniceiros e adaptados à realidade local. O jurado ainda pontuou que o desenvolvimento e ganho de peso dos bovinos deve ser harmônico. “Animais com excesso de peso quando jovens terão problemas no futuro. É preciso ter uma curva de crescimento normal e sem excesso de comida”.

 

Conforme o especialista, a chave está em otimizar a produção, o que não quer dizer produzir mais quilos. “Otimizar é obter o máximo possível com os recursos que se tem.” Seguindo essa ideia, Ojea alertou que não se pode trabalhar mirando a formação de rebanhos de tamanho grande que elevem a demanda por recursos naturais, como área e pastagens. “O ponto de equilíbrio deve ser encontrado por cada criador. Para isso, precisamos saber onde estamos, que raça criamos, e a condição de clima e das forragens”, exemplifica. A equação correta passa por considerar três fatores: o tamanho corporal das vacas, a relação entre o peso ao desmame dos terneiros e o peso de suas mães e a habilidade materna. “A genética no futuro estará associada à capacidade de gerar terneiros pesados com menor consumo de forragem”, indicou. Quanto à produção de leite, pontuou a importância de que ela seja suficiente para alimentar o terneiro, mas que não seja excessiva, o que também traz impacto com maior consumo de forragens.

 

Não há Tags

90 visualizações, 1 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Amigos do Boi

Blog do Boi

  • Novilho Mercosul alcançou maior valor de...

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    O Novillo Mercosur, índice calculado pela Faxcarne, subiu para US$ 3,03 por quilo de carcaça esta semana e esse é o nível mais alto desde o início de novembro. O impulso foi dado principalmente pela fraqueza do dólar norte-americano a nível global, o que também foi notado em sua paridade com as moedas do Mercosul. […]

  • Índia identifica e registra todas as raç...

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    A Índia está identificando e registrando todas as raças de gado no país, um processo que poderia beneficiar o setor de carne local com o aumento da produção e a carne de maior qualidade. “A Índia tem uma enorme diversidade de gado e, em cada 200 a 300 km, encontramos uma população diferente de cada […]

  • Com menu clássico, Varanda é primeiro de...

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Pé direito alto, muita madeira, grandes janelas, mesas espaçadas e muito verde. Ao entrar no ambiente do novo Varanda é difícil de lembrar que ali, por muitos anos, funcionou o hoje extinto (e rococó) Leopolldo. O espaço no térreo do Edifício Plaza Iguatemi, na Faria Lima, foi o local escolhido por Sylvio Lazzarini para receber […]

  • GTPS debate futuro da pecuária brasileir...

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Para comemorar dez anos de sua criação, o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) debateu o futuro da pecuária brasileira, os impactos da crise vivenciada pelo setor no início deste ano e a organização da cadeia de valor durante a etapa paulista da Intercorte 2017, na capital paulista, em novembro. “O setor está em […]

  • Rebanho bovino cresce 2,8% em 2017, para...

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    O rebanho bovino de Mato Grosso do Sul cresceu 2,8% em 2017, para 21,824 milhões de cabeça, segundo levantamento da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) de Mato Grosso do Sul. Em 2016, este número era de 21,226 milhões de cabeças. “Apesar do aumento significativo de mais de meio milhão de cabeças […]

  • Exportações de carne bovina da Argentina...

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    As exportações de carne bovina da Argentina para a China podem crescer de 20% a 25%, segundo estimativas do Consórcio de Exportadores de Carnes (ABC) e do Instituto de Promoção da Carne Bovina Argentina (Ipcva). Nesta madrugada, por meio de uma videoconferência, autoridades do Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar (Senasa) entraram em acordo […]

  • Preço das carnes ficará estável em 2018

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Os preços das carnes ao consumidor deverão permanecer estáveis no primeiro semestre de 2018, estima a empresa de pesquisa de mercado GfK. No acumulado de 2017, os valores caíram 4,5% para a carne bovina e 10,7% para a de frango. “Não há espaço para novos recuos, pois o valor já chegou a um patamar razoável”, […]

  • Principais indicadores do mercado do boi...

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Indicador do boi gordo à vista apresentou baixa de 0,57%, cotado a R$ 147,20/@. Bezerro apresentou baixa de 2,44%, cotado a R$ 1106,80/cabeça. O dólar apresentou alta de 0,33%, cotado a R$ 3,23. Relacionado

  • Atacado -17-01-2018

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Cotações do atacado de carne bovina, de acordo com o Boletim Intercarnes. Relacionado

  • Mercado futuro do boi gordo 17-01-2018

    por em 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Movimentações da Bolsa de Mercados Futuros, informações Esalq/BM&F, elaboração BeefPoint. Relacionado

  • Apreço ao campo que vem de família

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Há vários tipos de herança que filhos podem receber de seus pais. No caso do inspetor técnico Samuel Agostinho De Bortoli, 33 anos, o amor à pecuária e o gosto pela rotina no campo são características que vêm de família. Foi na propriedade do pai, Vagner Agostinho De Bortoli, 54 anos, que o veterinário aprendeu […]

  • Uruguai: Agro ameaça parar vendas se gov...

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    A redução do preço dos combustíveis ou, se isso não for possível, a sua importação gratuita, a redução da contribuição imobiliária rural, evitar a duplicação dos pagamentos do Imposto Primário, a redução das tarifas da energia elétrica e a exoneração das contribuições para o Banco de Segurança Social de pequenos produtores e colonos com menos […]

  • Rede americana TGI Fridays oferece hambú...

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    A rede americana de restaurantes, TGI Fridays, anunciou que se unirá a outros restaurantes que participam da campanha Segunda Sem Carne. Em um comunicado de imprensa recente, David Spirito, diretor dexecutivo da TGI Fridays, disse: “Ter um apelo junto a um consumidor alimentos do futuro é uma prioridade fundamental para a TGI Fridays em 2018. […]

  • Pecuaristas franceses temem efeitos de i...

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Os pecuaristas franceses temem o fim de seus meios de subsistência à medida que a União Europeia (UE) se aproxima de fechar um acordo para importar grandes quantidades de carne da América do Sul para a França. Cedric Mandin, que cria cerca de 800 vacas Charolais com seu irmão na região da Vendéia da França, […]

  • Principais indicadores do mercado do boi...

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Indicador do boi gordo à vista apresentou alta de 0,82%, cotado a R$ 148,05/@. Bezerro apresentou baixa de 0,99%, cotado a R$ 1134,47/cabeça. O dólar apresentou alta de 0,35%, cotado a R$ 3,22. Relacionado

  • Reposição Fêmea Nelore –16-01-2018

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Cotações do Mercado de reposição, Machos Nelore, nas praças levantadas pelo BeefPoint. Relacionado

  • Reposição Macho Nelore –16-01-2018

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Cotações do Mercado de reposição, Machos Nelore, nas praças levantadas pelo BeefPoint. Relacionado

  • Atacado -16-01-2018

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Cotações do atacado de carne bovina, de acordo com o Boletim Intercarnes. Relacionado

  • Mercado futuro do boi gordo 16-01-2018

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Movimentações da Bolsa de Mercados Futuros, informações Esalq/BM&F, elaboração BeefPoint. Relacionado

  • Mercado físico da vaca gorda –16-01-2018...

    por em 17 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

    Cotações do Mercado Físico da Vaca Gorda, nas praças levantadas pelo BeefPoint. Relacionado

Avanços Nutrição Mineral de Ruminantes Curso Online

%d blogueiros gostam disto: